Blog

Untitled

(Untitled – Gober, 1998-9, Guggenheim – NY)

O trabalho de Robert Gober parece falar sobre o trabalho humano. Um cesto sendo penetrado por um cano parafusado. São dois tipos de trabalho: um manual, outro industrial. Parece não haver contato real, apesar da penetração violenta. É o fim do trabalho manual, do trabalho com sentido. É a vitória do trabalho da máquina, do pedaço de ferro cujo sentido nos escapa. A articulação entre as duas peças parece impossível, assim como parece impossível a sobrevivência do mundo tradicional frente à violência da máquina e do ferro. A óbvia simbologia sexual também pode ser vista: não há relação social que escape a esta articulação com o sexual. A destruição do mundo tradicional não se faz sem sadismo. Uma escultura brilhante, pois muito simples e ao mesmo tempo muito complexa e eficaz na mensagem.