Blog

Há um passo fundamental com relação ao masoquismo: entender que, diante de objetos tóxicos, o melhor nem sempre é buscar antídotos ou algum tipo de imunidade. O ideal, tenho acreditado, é simplesmente aprender a evitar entrar em contato e a cortar o contato com essas vias de intoxicação. A questão nem sempre é aprender a conviver com o objeto sádico-venenoso. Aliás, quase nunca será…

É importante pensar nas situações sociais onde isso se torna um tanto quanto inevitáveis, como em algumas relações de trabalho ou familiares. A questão é mesmo aprender a se afastar e manter afastado o objeto tóxico… Renunciar à narcose do desejo. Cuidado de si em contraposição a esse tipo de necropsia de si mesmo pós envenenamento…

Nota importante: muitas dessas pessoas tóxicas tentarão uma última cartada, qual seja vão tentar te deixar culpado, como se você as estivesse abandonando… A culpa, sabemos, tem uma toxidade bastante elevada…