Blog

Algumas notas sobre a antropofagia:

1) Há uma idealização da antropofagia na crítica literária brasileira.

2) O crítico antropófago se orgulha dessa metáfora: se apropriar do outro.

3) Há uma recusa em perceber que a antropofagia é, sobretudo, uma recusa ao diálogo.

Há diálogo aqui?

Há diálogo aqui?

 

Devorar o outro não é dialogar com ele. Apropriar-se assim da alteridade… faz a alteridade desaparecer. Haverá, afinal, outra forma de mantê-la viva e ao mesmo tempo se apropriar de sua diferença? E ainda: a questão passa, necessariamente, pela apropriação?

Um texto interessante: http://www.goethe.de/wis/bib/prj/hmb/the/ess/pt1507941.htm